ANS suspende nova regra

 (21)96496-4149   (21)3731-1471

Whatsapp Business (21)3731.1471

fanpage  instagram google +

Total Consultoria em Planos de Saúde é uma empresa especializada em identificar e oferecer o produto que melhor atenda às necessidades do cliente. Trabalhamos com as melhores empresas de planos de saúde e seguros saúde do país, buscamos  oferecer aos nossos clientes o que existe de melhor no ramo de assistência médica e convênios médicos em geral.

Nossos corretores são treinados pelas próprias operadoras/seguradoras e por esta razão  estão munidos de informações precisas para orientar nossos clientes na hora da contratação de um produto que realmente se enquadre em suas necessidades. O nosso site, é mais uma ferramenta que vai ajudar a estreitar o contato entre a nossa empresa e você.

No nosso site você vai encontrar informações sobre os planos e seguros saúde com os quais trabalhamos e pode também fazer uma cotação online para saber o valor do melhor plano de saúde.

 Planos comercializados pela Total Saúde - Planos de Saúde RJ

Nossa corretora atualmente comercializa planos como Amil, Unimed, Golden Cross, Bradesco, Salutar, Sul América, Unimed Rio, Unimed Leste Fluminense, NotreDame Intemédica, Caberj Integral Saúde, One Health, Lincx, Next Saúde, Medical Rio, Cemeru, entre outras.

Área de Atuação da Total Consultoria

Atendemos em todo o Estado do Rio de Janeiro. Nossos clientes estão em sua maioria na cidade do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nilópolis, Nova Iguaçu e regiões próximas. Também atendemos Região dos Lagos, Região Serrana e eixo Rio x São Paulo.

 

 

ANS suspende nova regra

"A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) voltou atrás e derrubou a norma que previa a cobrança de até 40% de coparticipação dos clientes de planos de saúde e definia regras para aplicação de franquia em convênios médicos. Em reunião nesta segunda-feira (30), a diretoria da agência decidiu revogar a norma e fazer novas audiências públicas sobre o tema.

A resolução normativa 433 havia sido aprovada pela ANS no final de junho e foi alvo de críticas de clientes e entidades de defesa do consumidor. Após um pedido de liminar da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Supremo Tribunal Federal(STF) suspendeu a regra temporariamente.

Para o consumidor, não há mudanças imediatas, pois a nova norma só entraria em vigor em dezembro. "

Taxa extra teria sido considerada abusiva. Não havia uma regra fixa de valor máximo que poderia ser cobrado, mas a diretoria de fiscalização da ANS orientava as pessoas a não praticarem valores acima de 30%; com uma porcentagem de 40% os clientes poderiam pagar quase a metade de coparticipação